segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

o esqueleto quer dar amor

quem acompanha música popular brasileira conhece kelvis duran, o pélvis de pernambuco, o príncipe do calypso (apesar que não dá pra dizer que ele canta calypso, é mais um tecnobrega-romântico-eletrônico-forrózeiro). a gente até colocou na última edição do corjacast o kelvis cantando um de seus clássicos, "à deriva" (cortesia de valtinho). mas o caso de "esqueleto" é outro, pois não é a música que chama a atenção e sim o clipe. olha só.



gosto do prólogo e do epílogo sem música, só no climão e efeitos sonoros. gosto do celta do kelvis sendo parado por uma noiva das trevas e dos esqueletos sodomitas-zumbis-do-espaço-sideral. gosto imensamente do esqueleto mais à direita, descordenado como um recém-nascido. e o cenário com igreja, cruzes e túmulos de papelão, tudo sem proporção. e o pijaminha de seda branco de kelvis (ele dorme de relógio, notem). e da ousadia de filmarem a noite... quer dizer, tem muita coisa pra se gostar. depois de um video assim, a semana só pode ser boa. vamos lá.

via @HominisCanidaee e filipe luna (talco bells).

domingo, 27 de fevereiro de 2011

domingueira jurunas

27 de fevereiro de 2011 será, para sempre, um dia especial para gaby amarantos, a mais elétrica e criativa embaixadora da música paraense. é que na tarde deste dia, a poucos metros de sua casa no bairro de jurunas em belém, ela grava seu primeiro dvd solo (a dita "beyonce do pará" ficou famosa na cena tecnobrega como vocalista da banda tecno show). até aí ok, afinal artistas paraenses gravam dvds/shows como quem come e dorme, naturalmente, diariamente, sem esforço. só que esse caso é diferente porque, e acho que pela primeira vez na história da música brasileira, um artista popular "periférico" ganha para si (e para nós) uma filmagem caprichada, criativa e surpreendente a cargo da igualmente paraense priscilla brasil (greenvision, de clipes e documentários que vez ou outra aparecem por aqui) em parceria com o francês vincent moon, o criador da la blogotheque (disse lá em @vincentmoon: "preparing the biggest shoot of my life for sunday in Belem, with Gaby Amarantos. should be massive"). detalhe importante: moon está viajando pelo brasil fazendo videos para sua blogoteca e já passou por são paulo, rio de janeiro, recife e são luís.

pela alegria de ver o encontro dessas pessoas, nesse lugar, desse jeito, é que resolvi colocar um som de gaby para animar esse domingo (para quem não terá o privilégio de ver ao vivo). escuta só que depois conto como a conheci.




já tinha ouvido falar de gaby amarantos (mas só ouvido, sem ter escutado) quando a vi pela primeira vez em um show da orquestra imperial no sesc pompéia, em são paulo. de repente surge aquela índia acelerada do alto de grandes saltos e com um figurino maluco que parecia de alguma figurante de conan, o bárbaro (ou conan, o destruidor, o que preferir). não teve pra ninguém. não adiantou uma apresentação catártica de "a verdadeira dança do patinho" com o outro convidado, o bnegão. nem a doçura de nina becker e muito menos o suingue de thalma de freitas. não adiantou nem o charme habitual de toda a orquestra. todos, inclusive o grupo, só tinham olhos e ouvidos para gaby amarantos. um imã. um furacão. não lembro o que ela cantou (isso deve ter uns 4 ou 5 anos), mas de sua presença...

isso foi ela que disse, eu juro!

de lá pra cá fui ouvindo outras músicas dela com a tecno show, e ocasionalmente gostando mais dela que das músicas (algo faltava, uma base mais legal ali, uma letra mais interessante acolá, e mesmo assim a mulher mostrava sua força). também acompanhei a aproximação dela com o mundo major televisivo do eixo rio-sp - um tanto pelo rótulo enganoso, mas oportuno, de "beyoncé do pará" que veio a reboque do sucesso da ótima "tô solteira", versão de "single ladies". e gaby seguia gaby, muito genuína, batalhadora e dinâmica, e que viu 2010 se tornar um ano de virada. o sucesso de "tô solteira" a levou a novos lugares, participou do elogiado videocast compacto, foi convidada para a festa da posse da presidenta dilma roussef, fez muitos e muitos shows, e começou a planejar passos mais ambiciosos, tudo devidamente anunciado pela própria no @GabyAmarantos.

olha jurunas aí! valeu santo googlemaps!

foi em seu twitter que disse que "nada estava planejado, e vincent moon veio pra brasil pra gravar um clipe com vários artistas entre eles elza soares, ney matogrosso, thalma. e daqui ele se encantou pela incrível dona onete, sebastião tapajós e vários como mestre vieira que não pode participar! vincent ama belém!". e depois, sobre a escolha da filmagem acontecer na sua vizinhança... "eu sempre me orgulhei da minha periferia e vai ser lindo misturar várias pessoas diferentes nesse lugar! se gosta de cultura popular, cola!". não sei qual é a previsão de lançamento desse dvd, mas atualmente gaby está em estúdio gravando seu disco solo de estreia com produção de carlos eduardo miranda, bases do dj waldo squash (gang do eletro) e participação de fernanda takai (e música de dona onete, talvez de thalma de freitas e iara rennó, etc). mais e melhores coisas bacanas estão acontecendo, e gaby amarantos é uma delas.



p.s.: post dedicado a dois aniversariantes do dia, o bróder e
corjaman oga mendonça (projeto manada) e minha tia, a lendária e arretada mileide flores. beijo grande.

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

happy hour

allan sieber, mais gaúcho e pereio do que nunca, entrevista tiago lacerda (el cerdo), ambos desenhistas, em um talk show que tem tudo para abalar a internet brasileira: "tosco friday".







p.s.: no mais, o site da célebre produtora de sieber, a toscographics, está de cara nova.

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

arnaldo antunes convida...

ontem rolou a segunda noite de gravação do novo programa da mtv, o grêmio recreativo arnaldo antunes, uma séries de dez shows que começa a ser televisionado mensalmente a partir de 31 de março (e a direção é do bróder roger carlomagno, o talentoso pai de alice). cada episódio traz um bando de convidados diferentes e enquanto o primeiro veio com seu jorge, hyldon, céu, edgard scandurra e karina buhr, esse segundo trouxe odair josé, paulo miklos, cidadão instigado e barbara eugênia e otto. o integrante mais pernambucano do corjacast, o digníssimo valtinho silva (@valtersil) esteve lá ontem e conta um pouquinho do que aconteceu, com direito a um flagrante celular. no(s) próximo(s), eu vou, não quero nem saber...

régis damasceno (cidadão instigado), paulo miklos, barbara eugênia,
arnaldo antunes e odair josé


Pense numa reunião de músicos com a banda cearense Cidadão Instigado, o pernambucano Otto, a carioca (radicada em Sampa) Bárbara Eugênia, o titã Paulo Miklos e o outrora chamado de brega, e agora ídolo dos alternativos, Odair José. Junte toda esta galera ao redor do anfitrião e ex-titã e só podia dar no Grêmio Recreativo. Ontem, dia 22 de fevereiro, foi gravado o segundo programa no Inferno Club, no baixo Augusta.

A boa sacada do programa é a informalidade. Arnaldo Antunes se sente bem à vontade para conduzir o programa, quem participa como destaque, depois continua no programa, faz backing vocal ou toca para o próximo e por aí vai, então tenha paciência para ouvir as ótimas desafinações de Catatau em "Doido", e na sequência um dueto dele com Barbara Eugênia em "Tempo" vai te deixar suspenso. A moça, aliás, promete muito, performance estilo Jane Birkin e repertório bem original.

Otto, o bárbaro, impagável, performance genial, e para a família ficar ainda mais reunida, Paulo Miklos e Arnaldo invocam sucessos da época áurea do Titãs: "Pavimentação" numa performance que James Brown aprovaria e "Televisão" (o Cride, fala pra mãe...).

Depois disso, o grande tributo ao convidado da noite. Odair José vem desfilar pérolas como "Eu vou tirar você deste lugar" e "A noite mais linda do mundo" num clima de grand finale apoteótico para delírio geral. Só faltaram nossos pais e mães na platéia para aprovarem o resultado.


terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

sem pé, nem cabeça

era pra ser uma terça-feira como outra qualquer. dia de trabalho no jaguaré, um jantar a noite com amigos. mas entre uma coisa e outra, um simples tweet gerou uma torrente de absurdos de uma pessoa pública (um político bastante conhecido) em minha direção. vamos ao histórico dos fatos.

depois de ver algumas pessoas repercutindo comentários de @joseserra_ sobre a líbia - por exemplo, "ghadaffi, da líbia, foi terrorista internacional: derrubou vôo de passageiros da panam sobre a escócia. amigo do pt e de lula", sem falar, é claro, que os estados unidos são amigos do petróleo da líbia e sem lembrar que o brasil, nos tempos de fhc (e serra ministro) queriam aumentar o comércio com o país - fiz uma piadinha política.

12h39: "caríssimo @joseserra_, esses seus tuites sobre a libia só mostram que você não está preparado nem pra ser presidente do palmeiras." ok, piadinha feita, uns tantos rts conquistados e a vida segue. mas qual não foi minha surpresa quando recebo, quase uma hora depois, uma mensagem do deputado federal roberto freire (pps).

13h27: @freire_roberto disse "cuidado com a simpatia e apoio ao ghadafi, @dafnesampaio lula costuma denegrir os ditadores, que antes enaltecia, quando caem." detalhe: não o sigo e acho que nem lembrava que ele tinha twitter, portanto essa mensagem só pode significar que o sujeito acompanha os tweets do amigo serra. claro que respondi.

13h38: "@freire_roberto ninguém tá apoiando ou simpatizando o (k)gaddafi por aqui. pra variar você não entendeu nada (bem como seu amigo)." e saí pra almoçar. mas o deputado respondeu nesse meio tempo.

13h41: "então por que a critica a todos que defendem a luta do povo libio por liberdade e a derrubada do ditador libio? @dafnesampaio"

14h24: "@freire_roberto ai jisuis cristo, eu não estou defendendo ele (quero mais que ele caia mesmo). apontei a hipocrisia do seu amigo derrotado." e já meio de saco cheio dessa conversa sem pé na cabeça, desabafei (mas sem perder a piada, claro).

14h26: "era só o que me faltava, aguentar o @freire_roberto dando uma de estagiário e respondendo a tuites relacionados ao @joseserra_". bem, isso daí resultou em outros rts e freire acusou o golpe e começou a colocar o nome de outras pessoas que entraram na "conversa".

15h25: "não respondi por ninguem, @eduloureiro. o @dafnesampaio me segue sem que eu o siga. como bom lulodilmista diz o que quer e ouve o que não quer". e desandou a falar...

15h28: "cruel engano, @chicolibanio @dafnesampaio a direita ama sim, o gov. lula/dilma defensor dos interesses setor financeiro e do grande capital".

15h30: "piada é o lula sendo denunciado pelo mpf por improbidade administrativa, @Hupsel @dafnesampaio Estou esperando a risada de vocês". olha, o cara pode me chamar de lulodilmista, ou de lulopetista (acho esses termos meio cafonas, mas...), ou de lulalelé, enfim, mas só não diga que eu o sigo. aí é demais!

15h30: "@freire_roberto ah pelamordedeus, você é um mitômano. jamais te segui, nem quando você era um cara razoável (faz tempo isso)."

15h34: "pior então, @dafnesampaio manda seus comentários alguns desaforados e trocados com parceiros e se afasta. aliás como bom lulopetista!" quer dizer, o sujeito vive em outro mundo. só pode. resolvi encerrar (pelo menos da minha parte, que tinha mais coisa pra fazer).

15h46: "@freire_roberto tá faltando trabalho na câmara pra você ficar de mimimi com quem não te segue e nem falou com vc a principio. ciao."

moral da história: nenhuma. mas fica a dica para quem quiser se meter em um saudável bate-boca de 140 em 140 caracteres. basta falar qualquer coisa que não seja positiva sobre o serra no twitter que o freire vem correndo pra morder canelas (portanto, ele talvez seja um dos poucos amigos que sobraram ao candidato derrotado-graças-a-deus à presidência).


tão mexendo com o sr.? 'xá comigo!

sábado, 19 de fevereiro de 2011

para o téo

na quarta-feira que passou, dia 16 de fevereiro, nasceu téo, bem no comecinho da tarde e duas semanas antes do previsto. é o segundo filho da minha irmã ariadne e meu quinto sobrinho (os mais velhos, pedro e andré, são do lado de carolina, enquanto joão pedro e iago, o irmão de téo, são do meu). certeza de mais um garoto legal, e é de gente bacana que o mundo precisa. bem vindo, téo! beijo enorme.

e como as coisas aqui giram muito em torno da música lembrei de "téo e a gaivota", música de marcelo camelo que surgiu lá em 2007 junto com um vídeo caseiro e praiano, depois entrou no disco de estreia solo do hermano em 2008 e ainda foi listada no recente mtv ao vivo (que passou fora do radar de todo mundo, inclusive meu, no final de 2010). seguem aqui três videos com a música, em formas diferentes, em lugares diferentes. tudo pro téo.





sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

internet furacão

a essa altura do campeonato o trenzinho carreta furacão de ribeirão preto já um baita sucesso na internet (e essa onda de gente dançando na rua dá o maior pé, lembram da magaly?). bem, bastaram dois videos com personagens como fofão, mickey, capitão américa e popeye dançando como se não houvesse amanhã. o primeiro tem como trilha "salada mista", da banda djavú, e o segundo traz a sensacional "vem dançar com o mestiço", do mestre leandro lehart.





e o mais lindo é quando os videos são remixados, misturados, bagunçados. foi o que aconteceu com esse mashup sensacional do carreta furacão com "lisztomania" do phoenix. outro (merecido) sucesso de @tiagolyra.



p.s.: no início de 2013 rolou mais um mashup do carreta furacão, desta vez com "one way trigger" do strokes.

    

a dancinha de thom

tá no clipe de "lotus flower", a primeira música de trabalho do novo disco do radiohead, the king of limbs, que será lançado/vazado amanhã. música bacana, thom yorke se movendo com mil vontades e clipe simples e bem dirigido por garth jennings (o guia do mochileiro das galáxias, o filho de rambow e clipes do blur, r.e.m. e pulp).



atualização no fim do dia: o disco já vazou e o clipe já ganhou inúmeros mashup em menos de 24 horas. desde o leandro lehart do post acima até beyoncé, caetano veloso, katinguelê, é o tcham, etc. e o matias, maluco da porra, tá compilando lá no trabalho sujo.

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

jorge ben diz SIM

umas palavrinhas do mestre confirmando que fará o show do disco tábua de esmeralda depois da intensa campanha virtual. é muita emoção, meu brasil! (só não entendi essa história de emos gostarem do disco, mas, se for verdade, bom pra eles).



via @URBe.

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

o que acontece depois do sonho?

assista em partes ou pegue uma noite e encare os 50 e poucos minutos desse documentário de priscilla brasil (@prisbrasil), da excelente produtora greenvision, a mesma de brega s/a (2009, de vladimir cunha e gustavo godinho) e filhas da chiquita (2006, de priscilla brasil), além de clipes de curumin ("japan pop show") e macaco bong ("shift"). mas assista.

documentário / serra pelada, esperança não é sonho from greenvision films on Vimeo

domingo, 13 de fevereiro de 2011

domingueira atmosférica

uma música pra cima, vai. pro alto e avante, entende. porque hoje é domingo e domingo precisa desse tipo de estímulo. "the best day" é uma das faixas do excelente disco to all my friends: blood makes the blade holy (rhymesayers, 2010) e é de autoria do pessoal do atmosphere, grupo de rappers de minneapolis, minnesota (o disco entrou na minha lista de melhores do ano passado). aumenta o som aí.



e os caras estão prestes a lançar disco novo. the family sign (rhymesayers, 2011) sai ainda neste mês e uma de suas músicas ("minnesota nice") já está correndo pela rede. só por ela já é possível prever que um dos discos do anos está prestes a chegar. duvida?

Atmosphere - Minnesota Nice feat. Felipe Cuauhtli, Prof, Mr. Gene Poole by rhymesayers

ah, e olha a capa do disco novo. ótima.


power to the (baby) people!

atualização em 11 de março: saiu o primeiro clipe de the family sign e é da ótima faixa "just for show". video legal, simples, tendo um cachorro como protagonista.



atualização em 12 de abril: e olha só o segundo clipe de the family sign, "she's enough", que dá bem o tom mais familiar do disco (e ainda traz uma participação do brother ali).

sábado, 12 de fevereiro de 2011

big boi, o cara

para quem ainda achava que andré 3000 é O cérebro criativo do outkast, o disco de seu parceiro big boi lançou ano passado - sir lucious left foot: the son of chico dusty (purple ribbon/def jam, 2010) - foi um chamado à razão. outkast são dois e esses dois são muito bons. discaço esse do big boi, lotado de ótimas músicas, beats/produção sofisticados, e que demorou três anos para ficar pronto. até agora gerou seis clipes, que coloco aqui na sequência que aparecem sem sir lucious left foot. pena que a melhor música do disco, "hustle blood" (que entrou na minha lista de melhores do ano passado), não ganhou clipe. agora, dessas seis, as minhas preferidas são "shutterbug" (o primeiro single), "you ain't no dj" e "fo yo sorrows" (com o figura do george clinton).











las teclas de negro

"howlin' for you": novo clipe do disco brothers (nonesuch records, 2010) combinando the black keys e exploitation.



via @ostremacacos.

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

cida "winehouse" moreira

pois então. o dj zé pedro criou, em parceria com a distribuidora tratore, o selo "jóia moderna", no qual dá vazão a toda sua paixão pelas vozes femininas brasileiras. de bate-pronto estão saindo quatro discos inéditos e surpreendentes. tem as voltas de silvia maria (ave rara) e zezé motta (cantando luiz melodia e jards macalé em negra melodia), o especial a voz da mulher na obra de taiguara (que tem participações de célia, luciana mello, evinha, vânia bastos, verônica ferriani, fafá de belém, etc.) e um novo disco de cida moreira (a dama indigna). ainda estou começando a ouví-los, mas o primeiro que escutei, o da cida moreira, já pegou bem. produzido pela própria cantora/atriz com thiago marques luiz, a dama indigna traz mais da "canção popular melodramática" que cida destila por aí apenas com voz e piano. entre um david bowie e um gershwin aqui, um caetano veloso e um chico buarque acolá, surge uma versão linda e fortemente teatral de "back to black", de amy winehouse. escuta só.



ah, olha só as capas do disco (também são vendidos separadamente).

p.s.: agradecimento a @valtersil que passou o mp3 pra mim.

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

sábado, 5 de fevereiro de 2011

letra/música #21

a revolução popular que está acontecendo agora no egito me fez lembrar de várias coisas, desde políticas (como a história se repete em tempos e lugares diferentes) até musicais. e como não sou especialista em mundo árabe e nem em relações internacionais (só posso torcer pelo povo egípcio se livrar de uma vez por todos desse mubarak, outro ditador amigo dos estados unidos) vou de música mesmo. pensou em "walking like an egyptian", sucesso oitentista das bangles? e que tal uma das bandas de fela kuti e de seu filho, seun kuti, a egypt 80? ou então o grande músico salah ragab (1936-2008), sujeito que levou o jazz pro egito em 1968 com sua cairo jazz band? não, não e não. o lance aqui é a ponte aérea bahia-áfrica que existe e persiste lindamente no disco egito madagascar (continental, 1987), o primeiro do olodum. em um álbum radicalmente percussivo e pop, e que tem faixas como "madagascar olodum" (rey zulu), a sensacional "faraó, divindade do egito" é uma injeção nas cadeiras de muito surrealismo e mitologia. afinal de contas, se nem osíris sabe como aconteceu a emersão, imagine nós, pobres mortais. e viva o egito!


faraó, divindade do egito
(luciano gomes)

deuses!
divindade infinita do universo
predominante
esquema mitológico
a ênfase do espírito original
shu!
formará
no éden um ovo cósmico...

a emersão!
nem osíris sabe
como aconteceu
a emersão!
nem osíris sabe
como aconteceu...

a ordem ou submissão
do olho seu
transformou-se
na verdadeira humanidade...

epopéia!
do código de geb
eu falei nut
e nut
gerou as estrelas...

osíris!
proclamou matrimônio com ísis
e o mal seth
irado o assassinou
impera-ar.
hórus levando avante
a vingança do pai
derrotando o império
do mal seth
ao grito da vitória
que nos satisfaz...

cadê?
tutancamom
ei gizé!
akhaenaton
ei gizé!
tutancamom
ei gizé!
akhaenaton...

eu falei faraó
êeeeeh faraó!
é!
eu clamo olodum pelourinho
êeeeeh faraó!
é!
pirâmide
da base do egito
êeeeeh faraó!
é!
eu clamo olodum pelourinho
êeeeeh faraó!

é!
que mara mara
maravilha êh!
egito, egito êh!
é!
que mara mara
maravilha êh!
egito, egito êh!
faraó ó ó ó ó!
faraó ó ó ó ó!

hum! pelourinho
uma pequena comunidade
que porém olodum um dia
em laço de confraternidade
despertai-vos
para cultura egípcia
no brasil
em vez de cabelos trançados
veremos turbantes
de tutancamom...

e nas cabeças
enchem-se de liberdade
o povo negro pede igualdade
deixando de lado
as separações...

cadê?
tutancamom
ei gizé!
akhaenaton
ei gizé!
tutancamom
ei gizé!
akhaenaton...

eu falei faraó!
êeeeeh faraó!
é!
eu clamo olodum pelourinho
êeeeeh faraó!
é!
pirâmide da base do egito
êeeeeh faraó!
é!
eu clamo olodum pelourinho
êeeeeh faraó!

é!
que mara mara
maravilha êh!
egito, egito êh!
egito, egito êh!
é!
que mara mara
maravilha êh!
egito, egito êh!
egito egito ê
faraó ó ó ó ó!
faraó ó ó ó ó!
faraó ó ó ó ó!
faraó ó ó ó ó!
faraó ó ó ó ó!
faraó ó ó ó ó!

Olodum - Faraó, divindade do Egito by dafnesampaio4

p.s.: olha, tem o disco todo pra baixar no blog acervinho, mas na pesquisa que fiz pra colocar algum outro material junto dessa pedrada afro-baiana-descendente achei esse vídeo da margareth menezes cantando em 1987, o mesmo ano do lançamento da música.


quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

perdeu ronald mcdonald!

pois é, uns finlandeses da food liberation army raptaram um boneco do ronald de uma loja em helsinki e demandam algumas respostas muito sérias. se a empresa do grande M permanecer em silêncio eles afirmam que irão executá-lo no dia 11 de fevereiro. se eu fosse eles, respondia.



via @adauri.

p.s.: e em 2009, na entrada do bristol museum, o inglês banksy já tinha feito das suas com ronald. saca só.



atualização em 17 de fevereiro: o food liberation army não obteve as respostas que pediu e ronald foi decapitado. e é isso, palhaços inocentes continuam sendo mortos pela ganância de grandes corporações


quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

14 anos sem...

chico science, uma das perdas mais tristes e precoces da música popular brasileira. seu nação zumbi seguiu firme e forte após a morte e continua como uma das melhores bandas do brasil/mundo, mas a figura de chico se perdeu e isso é coisa que não tem jeito, não tem remédio. foi hoje, num dia de iemanjá, 14 anos atrás, que ele perdeu o rumo de seu carro. e mesmo assim, chico vive. viva chico!







esse aí é o minidoc viva! chico vive!, que deve ser um trabalho de fim de curso, pois tem cinco sujeitos creditados como realizadores (cauê martins, eric veloso, guilherme genereze, milner souza e raoni gruber) e é bastante singelo em suas pretensões. entre os depoentes, rogê, dj dolores, fred 04 e canibal, mas ninguém do nação zumbi.