quarta-feira, 17 de março de 2010

rimas de baixo escalão

após um fechamento acontecem coisas assim. vai vendo. tudo começou com a descoberta da música "cheira que é de pera", da pernambucana alessandra leão (que no final de 2009 lançou o belo disco dois cordões). escuta aqui.

Cheira que é de Pêra by alessandraleao

lembrei de cara dos hits populares "chupa que é de uva" e "senta que é de menta", e @humbertoperon, aqui do meu lado, disparou um "acaricia que é de lichia". não resisti a piada e coloquei no twitter. pra minha surpresa (ou não?) começaram a aparecer outras rimas igualmente ricas no uso do vernáculo. duvida?

pioneiro na corrente, @PedroSoh veio com "treme que é de creme" para mais tarde, entre risos, encerrar com "para, que eu só tenho uma vara!". @Telio_Navega, totalmente descontrolado, não conseguia parar e contribuiu com "lambe que é de inhame", "beija que é de ameixa", "chuta que é de fruta" e "pega aqui que é de açaí". aqui na redação, de gargalhada em gargalhada, @humbertoperon ainda disparou "relaxa que é de graxa" e "alivia que é de melancia", enquanto @biahschmidt soltou um "não enrola que é de acerola" e @lanog não teve pudor algum em lançar "bate que é de abacate", "fala não que é de melão" e "mata que é de jaca". mas tem mais: @seumalaquias e sua "ouve que é de couve", @miguel_andrade no espírito livre de "come que é rocambole" e @lmarsiglia com a roqueira "assopra que é de coca". finalizando veio @benett_ com a dobradinha "goza que é de manga rosa" e "uvula que é de amarula". e eu? só gerenciei a parada toda? é de minha autoria, em parceria comigo mesmo, a ululante "baixa aqui que é de kiwi". quer dizer, fim de tarde (e começo de noite) produtivo.

e você? pensou em alguma rima frutífera ou não dessa magnitude? joga aí na caixa de comentários que acrescento aqui.

atualizações: @pattoli, um pândego, mandou logo quatro na janela de comentários ("não nóia que é de atemóia", "vem pra cá que é de cajá, "dança tango que é de morango" e "não sofra que é de alcachofra"). mauricio targino emplacou a úmida "se mela que é de siriguela" e o músico china trouxe "se enrola que é de carambola". acabei de falar do assunto pra carolina, minha carolina, que se animou e soltou "sai pra lá que é de cajá", "vem aqui que é de caqui" e "passa a mão que é de mamão". e agora, putz, aparece @nagib com um trio poderosamente metalinguístico ("comenta que é de menta", "posta que é de bosta" e "publica que é de arnica").

5 comentários:

Luiz Pattoli disse...

não nóia que é de atemóia / vem pra cá que é de cajá / dança tango que é de morango / não sofra que é de alcachofra /

dafne sampaio disse...

atemóia, putz!

Maurício Targino disse...

se mela que é de sirigüela

@nagib disse...

Comenta que é de menta
Posta que é de bosta
Publica que é de arnica

dafne disse...

grande @nagib. metalinguistico na medula.