sábado, 7 de novembro de 2009

transversão #26

olha, relembrei uma música de erasmo carlos (com roberto, claro - mas é uma daquelas parcerias 100% erasmo) vendo uma entrevista no globonews. tanto tempo que não ouvia. aí queria muito colocar aqui, registrar essa lembrança/memória, mas não achei nenhum video de "filho único". então fui procurar no memória musical pra saber de outras gravações. qual não foi minha surpresa quando... antes, a versão original, gravada no excelente banda dos contentes (polydor, 1976). a música entrou, um ano depois, na trilha da novela locomotivas (som livre, 1977). vai lá erasmo, nada de refrão, apenas sentimentos.



mas então... nessa busca descobri que a música ganhou uma regravação do grupo polegar em seu disco de estreia - polegar (continental, 1989). isso mesmo, polegar! aquela boy band que trouxe ao mundo o problemático rafael ilha e hits como "dá pra mim", etc. e tal. segura essa.



no blog música da mpb ao rock tem o disco banda dos contentes. a ótima trilha de locomotivas - que ainda traz azymuth, rita lee, cassiano, banda black rio, edu lobo e quinteto ternura, entre outros - está no blog da lu. no mais, o recém-lançado livro de memórias de erasmo, minha fama de mau (objetiva, 2009), está aqui na fila, esperando a vez. deve ser, no mínimo, divertido de ler. um tanto porque nos últimos anos, erasmo ganhou ares mitológicos pra mim. talentoso, afiado, puro, irônico, direto, doce, cheio de histórias, muitas coisas juntas. é um gigante, um dos maiores, e autor de muitos discos memoráveis, como esse último, rock'n'roll (coqueiro verde, 2009). falaê, tremendão.



e lá no pedro alexandre sanches tem um texto ótimo sobre o recente show aqui em são paulo da turnê do disco rock'n'roll.

5 comentários:

Anônimo disse...

Bacana vc ter atinado pra grandeza do Erasmo, Dafne.
Adoro essa fase anos 70 dele:

"Sei que os meus braços/ são pedaços de uma manta/ Quando te abraçam/Mas eu não te quero santa"

Clássicoooo!

Mudando de pau pra cacete. Nem devia, já que são tantas as besteiras ditas(quase nunca cantadas), mas fiquei realmente pasmo com a declaração do Caetano sobre o Lula. Eu pensei que quem tinha inveja do sucesso do lula no exterior era o FHC. :>)

PS: Pô, cara, a Ná Ozetti tá dançando gafieira há uns 4 meses, deve tá de perna bamba.
Vc não fica com pena? :>)

Abraço
José Henrique

dafne sampaio disse...

aê zé henrique,
nem me diga da ná ozzetti. o gafieiras tá meio abandonado. é que eu e o tacioli, que tocamos o site, estamos com muito trabalho. tá foda. e temos 4 entrevistas pra subir. dona inah, sérgio ricardo, luiz tatit e nasi. até o final do ano sobe uma. certeza.
vi que só falou dessa declaração do caetano lá no blog do pedro alexandre, mas cê sabe que ainda não li (foi no estadão, né). vou procurar...
mas tenho uma certeza muito firme sobre o caetano. ele não sabe nada de política. ponto. só fala bosta, não tem jeito, passa ano, entra ano... consegui curar meu bode do "caetano-pensador" e agora entra por um ouvido e sai pelo outro (e no começo da semana ele escreveu um texto ótimo sobre o claude levi-strauss). a vida segue.

Anônimo disse...

Eu curto essas bostas que os gênios(acho ele genial na música) falam, porque humanizam.
Mas essa achei demais, cara.

PS: Ahhhhh, pô, coloca a do Nasi primeiro! É inteligente, articulado e não faz média com ninguém. Ou seja, sempre ótimas entrevistas.
Aposto que ele falou no relacionamento com a Marisa Monte, ele adora dizer que comeu a Marisa. ehehehhee
Sou fã do cara.

Um abraço
Jose Henrique

dafne sampaio disse...

claro que falou da marisa. mas eu compreendo porque, mesmo com algumas reservas, é legal ter a marisa no curriculo. mas não vai ter jeito, vai ter que ser a dona inah. é a mais antiga e a que tá mais próximo de fechar.
também gosto desses pés de barro dos grandes artistas, dos gênios das raça. é bom pra todo mundo.
vi lá a entrevista. o que achei é que ele foi de uma grosseria tão rasteira, tão gratuita, quando falou do lula...
pode se falar qualquer coisa do lula, mas ele é não é grosseiro.
e lá se veio ele com pedras nas mãos, e não precisava disso pra defender ou justifica o voto na marina (a cara dele votar na marina). enfim, ploft.

Anônimo disse...

Pois é, cara, falou que Lula era grosseiro e ele que foi.
Mas o que me espantou é o teor reacionário. Tirando o fato de votar de Marina(realmente a cara dele ehehhe), poderia facilmente ser uma frase do FDP do Reinaldo Azevedo.

PS: Ahhhh, pô, tudo bem. Depois do hexa eu leio a entrevista do Nasi.

Jose Henrique