sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

ser ou não ser blog

um dos fatores que me fez entrar de vez na blogosfera foi o recente caso das gravações caseiras de joão gilberto feitas na casa de chico pereira em 1958 (fiz um resumo no gafieiras, leia aqui). de uma hora pra outra recebi uma enxurrada de e-mails de figuras mais ou menos conhecidas, e todas possuidoras de seus sítios-blogs, espalhando a notícia e suas repercussões na rede e na grande imprensa (matéria na tv cultura, capa na ilustrada da folha, etc.). foi mais um caso de pauta jornalística que nasceu dos blogs (no caso brasileiros, que finalmente vem ganhando corpo e importância de uns quatro anos pra cá). isso me estimulou e muito. mesmo já fazendo parte de um site reconhecido (mas não tão conhecido quanto deveria e será) quis entrar nessa rede com minha própria identidade pra somar, discutir, colocar meus tijolinhos e, acima de tudo, compartilhar. simples assim, ou não.

e pra complementar, um texto interessante lá do blog de guerrilha (fazia um tempo que não passava lá e um post do bruno me chamou atenção). o texto tá aqui, mas tem um trechinho revelador sobre o outro lado dessa história de blogs pautarem a grande mídia:

“Blog tem força para influenciar a mídia, não as conversas no cabelereiro. Se você quer chegar no povão semeando algo em blogs, mire na mídia. Uma coisa que “está bombando na blogosfera” muito provavelmente está sendo ignorada nas ruas. Quem acredita nisso está assumindo que é o centro do universo, quando na verdade nós é que estamos na periferia. O “centro do universo” ainda é o Jornal Nacional.”

2 comentários:

Anônimo disse...

ler todo o blog, muito bom

dafne sampaio disse...

caro anônimo, 'brigado pela visita e pelo elogio. como cê chegou aqui? vi que deixou outro comentário em outra janela... vou lá.